Como o C2B tornou-se o novo momento do segmento automotivo

abril 7, 2021 0 Por Auto Avaliar Marketing

A pandemia trouxe uma nova realidade para o mercado de carros zero km, seminovos e usados. O carro passou a ser o meio de transporte mais seguro e desejado pelas pessoas, aumentando a demanda por veículos zero e usados. Porém, a oferta não acompanhou a demanda! Devido à paralisação da indústria, falta de matéria prima e componentes para fabricação, faltam carros zero km no mercado.
Juntando isso a fatores como juros baixos e alta do dólar, os preços dos carros zero subiram e os usados não ficaram para trás. Na média em 2020 os preços dos carros usados subiram cerca de 20%. E empresas com grandes frotas, que comumente fazem sua renovação a cada 1 ou 2 anos, como locadoras de veículos, terão que manter suas frotas por mais tempo.
E ainda, novos players entraram no mercado. A KAVAK e a Creditas, unicórnios com grande poder de compra, junto com outras startups de menor tamanho, vão disputar os veículos seminovos e usados com as concessionárias e lojas multimarcas brasileiras.
Para as concessionárias, com menores vendas de zero km, até o pós-venda irá sofrer neste e nos próximos anos.
Diante desse cenário, novos desafios começam a surgir para a gestão do departamento de seminovos e usados.

Baixo estoque;
Alta volatilidade nos preços de compra e venda;
Demora na entrega do usado para troca, em função do atraso na entrega do veículo zero km;
Novas práticas de corrupção, com alto assédio nas equipes de vendas de veículos;
Venda de carro de showroom para lojistas, com preço da Tabela FIPE;
Carros destinados a repasse sendo vendidos com preço acima da Tabela FIPE;
Entre outros.

E para responder a esses desafios, a gestão de seminovos e usados das concessionárias precisa mudar. Buscar soluções, melhores práticas e novas formas de captação, são extremamente necessárias para adequar-se à nova realidade.
Como tornar a concessionária mais que um ponto de venda de carros zero km, mas um HUB de soluções para seus clientes?
O C2B trabalha os 3 grandes pilares de oportunidades para a gestão do departamento de seminovos e usados. Ele vem como um novo formato de negócio, que transforma a concessionária neste grande HUB de soluções.

Veículos de Repasse com aumento do Trade IN
Toda concessionária no momento da avaliação de um veículo para troca, por um critério pré-estabelecido, já sabe os veículos que vão para o repasse.
Nesses casos, 100% dos veículos devem ser automaticamente direcionados para o C2B. Isso melhora a precificação e aumenta o trade in no geral.

Gestão Proativa
Mais de 50% das avaliações que são destinadas para o showroom não fecham negócio. Isso ocorre pela baixa precificação na avaliação, ocasionando perda de negócios, tanto em veículos novos como usados.
A gestão proativa no momento da avaliação, a partir da oferta de um processo C2B, melhora a captação de usados gerando um aumento na venda do zero km.

Porto Seguro do seu Cliente
Como pontuei anteriormente, as concessionárias não podem ficar de fora desse novo modelo de negócio.
Existe uma grande demanda de clientes que querem apenas vender seu veículo usado em um local seguro, com processo rápido, eficiente e por um preço justo.

Este é um novo negócio para a concessionária;
Um grande gerador de leads para veículos zero km e usados;
Tem um baixíssimo custo de implantação;
Não necessita caixa!

Com o C2B é possível criar uma receita com clientes que querem apenas vender seu carro usado, e neste momento, nada mais.

Este novo cenário, requer novos formatos. E para as concessionárias que aceitarem o desafio, o C2B vem para melhorar a captação de veículos, fidelização de clientes e consequentemente aumentar a venda do zero km.