Dispositivo sobre rodas: descubra esta revolução conceitual na indústria automóvel!

Falaram de “dispositivo sobre rodas”, em experiência de cliente, em poupar tempo, em ecrãs e em touchpads. Apresentaram, em estreia mundial, a versão de produção do… habitáculo do M-Byte. Mencionaram um tempo de desenvolvimento recorde, apresentaram uma imensa fábrica em construção e um conceito de retalho com vendas diretas.

Não se falou de potência, nem de binário, nem de caixas de velocidades, nem de direção, nem de suspensão, nem de comportamento dinâmico.

O Byton é um produto que se aprecia como um smartphone de última geração. É um dispositivo sobre rodas que se disfruta pelos serviços que presta, pela conveniência que proporciona, para além da mobilidade propriamente dita. O único elo de ligação que encontrei no discurso da Byton com a atual retórica da indústria automóvel é uma preocupação clara com a fiabilidade e a sensação “premium”.

Logo no início do evento, os responsáveis da Byton disseram que tinham “desmecanizado” o automóvel para o digitalizar.

É aqui que me parece que a Byton tem uma abordagem única na indústria. Depois de a Tesla ter impactado o setor com o seu ecossistema elétrico e com uma abordagem mais digital, o novo construtor chinês com pegada mundial leva esta digitalização conceitual ao próximo nível. Se a eletrificação já é um fator disruptivo com influência na forma como se produz e se consome o produto automóvel, este conceito de desmecanização, potenciado pelos novos conceitos de mobilidade (MaaS), levará muito mais longe essa disrupção.

Fique connosco: ainda há muito CES para ver!

Ricardo Oliveira

Texto Original em: www.world-shopper.com/ces2019/

2019-01-07T16:25:25+00:00